O que é papel de jornal?

Papel prensa, rollo tradicional.

Newsprint é um papel de baixo custo, não filtrável, composto principalmente de pasta de madeira e mais comummente utilizado para a impressão de jornais e outras publicações e material publicitário.

Inventado em 1844 por Charles Fenerty da Nova Escócia, Canadá, tem normalmente uma tonalidade esbranquiçada e um toque distinto.

É concebido para utilização em impressoras que utilizam uma teia longa de papel (offset, tipografia e flexografia) em vez de folhas de papel individuais.

Quais são os benefícios do papel de jornal?

Newsprint é preferido por editoras e impressores porque é relativamente barato (em comparação com as qualidades de papel utilizadas para revistas e brochuras de vendas brilhantes), é forte (para correr através de impressoras modernas de alta velocidade) e pode aceitar impressão a quatro cores em qualidades que satisfaçam as necessidades dos jornais típicos.

A desvantagem é que é um papel que não é adequado para qualquer tipo de projecto, devido à sua baixa qualidade em comparação com outros tipos de papel.

Utilização de papel de jornal

Bobinas de papel prensa para impresión.

A teia de papel é colocada na impressora, sob a forma de rolo de papel, a partir de uma fábrica de papel (os restos de papel de jornal também podem ser cortados em folhas individuais por um processador para utilização numa variedade de outras aplicações, tais como o embrulho ou a impressão comercial). A procura global de papel de jornal em 2006 totalizou cerca de 37,2 milhões de toneladas métricas, de acordo com o Conselho de Produtos de Pasta e Papel (PPPC) com sede em Montreal. Isto foi menos 1,6% do que em 2000. Entre 2000 e 2006, as maiores mudanças ocorreram na Ásia, onde a procura de papel de jornal cresceu 20%, e na América do Norte, onde a procura caiu 25%. A procura na China quase duplicou durante o período para cerca de 3,2 milhões de toneladas métricas.

+  Papel Bond o que é. Características, usos e vantagens

Cerca de 35% da utilização mundial de papel de jornal em 2006 foi na Ásia, enquanto que a América do Norte representou cerca de 26% e a Europa Ocidental cerca de 25%. A América Latina e a Europa de Leste representaram cada uma cerca de 5% da procura mundial em 2006, de acordo com o PPPC, com a Oceânia e a África a representarem uma parte menor.

Um dos principais factores de redução da procura de papel de jornal na América do Norte tem sido o declínio do número de leitores de jornais entre muitos segmentos da população – particularmente entre os jovens adultos – juntamente com o aumento da concorrência da Internet e de outros meios de comunicação para o negócio da publicidade. De acordo com a Newspaper Association of America (NAA), um grupo de comércio de jornais dos EUA, a circulação média diária nos Estados Unidos num dia de semana típico era de 52,3 milhões (53,2 milhões aos domingos), contra 62,5 milhões em 1986 (58,9 milhões aos domingos) e 57,0 milhões em 1996 (60,8 milhões aos domingos). De acordo com a NAA, as receitas publicitárias diárias (não ajustadas à inflação) atingiram um máximo histórico em 2000, e em 2007 tinham caído 13%. A procura de papel de jornal também tem sido afectada pelas tentativas dos editores de jornais de reduzir os custos marginais de impressão através de várias medidas de conservação destinadas a reduzir a utilização de papel de jornal.

Embora a procura tenha tido uma tendência descendente na América do Norte nos últimos anos, a rápida expansão económica de países asiáticos como a China e a Índia beneficiou grandemente os meios de comunicação impressos e, por conseguinte, os seus fornecedores de papel de jornal. De acordo com a Associação Mundial de Jornais, em 2007 a Ásia era o lar de 74 dos 100 maiores jornais de circulação no mundo. Com a entrada de milhões de chineses e indianos nas fileiras dos que auferem rendimentos disponíveis, os jornais ganharam leitores juntamente com outros meios de comunicação social.

+  O que é papel deitado?

O papel de jornal é utilizado em todo o mundo para imprimir jornais, brochuras e outros materiais impressos para distribuição em massa. Nos Estados Unidos, cerca de 80% de todo o papel de jornal consumido é comprado por editores de jornais, de acordo com o PPPC. Na maioria das outras regiões, os jornais também utilizam uma grande maioria da procura total.

Na América do Norte, o papel de jornal é adquirido pela editora de um jornal diário e enviado da fábrica para a(s) sala(s) de imprensa da editora, onde é utilizado para imprimir o corpo principal do jornal (as chamadas secções de tiragem). O editor do jornal pode também ser contratado por empresas externas, tais como anunciantes ou editores de jornais semanais ou outros diários, para produzir produtos impressos para essas empresas utilizando as suas prensas. Nestes casos, o proprietário da prensa pode também adquirir papel de jornal da fábrica para estes trabalhos de impressão a pedido.

Para os 20% da procura que não é adquirida por um jornal, os usos finais mais comuns incluem a impressão de jornais semanais, brochuras publicitárias e outros produtos impressos, geralmente por uma gráfica comercial, uma empresa cujo negócio consiste em grande parte na impressão de produtos para outras empresas que utilizam as suas prensas. Neste caso, o jornal pode ser adquirido pela tipografia em nome de um anunciante ou de um editor de jornais semanais, ou pode ser adquirido pelo cliente e depois encomendado para ser enviado para o local da tipografia.

O papel de jornal e o ambiente

Existem limites máximos para a percentagem de papel de jornal global que pode ser feita a partir de fibra reciclada. Por exemplo, parte da fibra que entra numa fábrica de pasta reciclada perde-se no processo de polpação, devido a ineficiências inerentes ao processo.

+  Papel Bond o que é. Características, usos e vantagens

Há limites para a percentagem de fibra reciclada que pode ser feita a partir de papel de jornal reciclado.

De acordo com o website da filial britânica da Friends of the Earth, a fibra de madeira normalmente só pode ser reciclada até cinco vezes devido a danos na fibra.

Por isso, a menos que a quantidade de papel de jornal utilizado cada ano a nível mundial diminua pela quantidade de fibra perdida, é necessária uma certa quantidade de fibra nova (virgem) cada ano a nível mundial, mesmo que as fábricas individuais de papel de jornal possam utilizar 100% de fibra reciclada.

Muitas fábricas misturam fibras frescas com fibras recicladas para promover a sustentabilidade.

Quais os produtos que são tipicamente impressos em papel de jornal?

Periódicos, ejemplo típico de papel prensa.

Como pode imaginar, este tipo de papel é utilizado para produtos produzidos em massa que terão uma vida útil muito curta, tais como jornais, revistas, brochuras, documentos não essenciais, etc.

Perguntas frequentes sobre papel de jornal

Possa-se usar papel de jornal numa impressora tradicional

Sim, embora tenham de ser feitos ajustamentos aos níveis de tinta da impressora, pois demasiada tinta arruinará completamente a impressão.

Onde comprar papel de jornal?

Taco de folios de papel prensa.

Este tipo de papel é bastante acessível e facilmente disponível, pode comprar papel de jornal online em lojas como a Amazon.

Se quiser conhecer os diferentes tipos de papel utilizados na impressão, consulte a nossa secção sobre tipos de papel onde detalhamos as características de cada um, em que produtos são utilizados, as suas vantagens e desvantagens, entre muitos outros pormenores interessantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *