Avançar para o conteúdo

Psicologia das cores para o design gráfico

Secretos de la psicología del color en el diseño gráfico.

A psicologia das cores para o design gráfico é um aspecto fundamental que deve saber se quiser tornar-se um profissional de design gráfico.

O colour desempenha um papel crucial no design gráfico, tal como a psicologia da percepção da cor pelo ser humano. Abaixo, veremos como a cor e a psicologia afectam o processo de desenho gráfico e como pode aproveitar este conhecimento para dar maior profundidade aos seus projectos.

O que é psicologia da cor?

A psicologia das cores é o estudo de como as cores determinam as emoções e os comportamentos humanos. Reagimos às cores com base numa série complexa de interacções entre os nossos gostos pessoais, a nossa educação familiar e a nossa herança cultural.

A cor pode afectar as percepções de forma subtil; por exemplo, pode aumentar ou diminuir o sabor dos alimentos. As cores certas podem até aumentar a eficácia dos comprimidos e placebos; o azul é utilizado para acalmar ou induzir o sono, enquanto o vermelho ou amarelo é frequentemente utilizado para estimulantes.

Todas as marcas e empresas utilizam cores deliberadamente na concepção dos seus produtos, embalagens, anúncios e websites. O design gráfico de alto nível depende em parte da capacidade de seleccionar cores que funcionam com a marca e a missão da empresa. A psicologia da cor pode e deve ser utilizada para desencadear as respostas certas do consumidor, e isto faz parte do objectivo do designer gráfico.

O bom design gráfico também antecipa diferenças culturais na forma como as cores são percebidas. A mesma cor pode significar coisas muito diferentes para públicos diferentes; por exemplo, na maioria das culturas o amarelo tem uma conotação brilhante e alegre, mas na China pode ter conotações vulgares ou adultas. Nos EUA, o branco simboliza pureza e é frequentemente utilizado para marcas de noiva, mas o branco é uma cor de luto no Japão, Índia, China, Coreia e no Médio Oriente. O resultado final é que tem de conhecer o seu público e escolher bem.

Porquê a psicologia da cor é importante

Já reparou como um quarto amarelo tende a fazê-lo sentir-se mais alegre ou feliz? Ou como um vestido vermelho pode fazê-lo sentir uma sensação de paixão, enquanto um sinal vermelho pode alertá-lo para o perigo?

O tema da psicologia da cor pode ser um pouco complicado porque a cor e os sentimentos podem ser muito subjectivos. Mas os estudos sugerem que a cor influencia as emoções de formas específicas.

“Como empresa que fabrica produtos para bebés, queremos que a nossa marca invoque uma sensação de conforto e fiabilidade. Acreditamos que a selecção de cores desempenha um papel importante na geração destas emoções”, diz Tali Zipper, vice-presidente de marketing da Baby K’tan LLC. Ela explica a sua estratégia de escolher cores alegres que também significam fiabilidade, encorajando os clientes a sentirem-se confortáveis quando compram os seus produtos.

Zip continua a explicar que a empresa encontrou estudos que sugerem que o azul está frequentemente associado à credibilidade e tranquilidade. Decidiram mudar o azul para uma tonalidade mais vibrante para que os clientes também associassem a sua marca à alegria.

De acordo com Lauren Ellis, directora criativa da Masonry, é também importante reconhecer que cores diferentes podem evocar emoções diferentes dependendo da cultura. Por exemplo, o vermelho nas culturas ocidentais significa frequentemente perigo, paixão ou raiva, enquanto nas culturas orientais significa sorte ou alegria. O azul é considerado masculino nos Estados Unidos, mas feminino na China.

O que é que cada cor transmite?

Cada cor é única, e o que ela transmite ou não dependerá da pessoa e dos sentimentos que ela tem associados a uma determinada cor. No entanto, as cores geralmente transmitem as mesmas sensações à maioria das pessoas.

Vamos descrever brevemente que características estão relacionadas com cada uma das cores principais.

Cores quentes

Vermelho, laranja e amarelo e as suas variações terciárias são as cores quentes. São geralmente positivos, apaixonados, alegres, entusiásticos e energizantes.

Red (cor primária)

Colour psychology for professional graphic designers

Associações positivas: paixão, emoções fortes, excitação, amor, confiança, conforto, calor.

Associações negativas: perigo, raiva, violência, fogo, guerra.

Utilizações comuns no design: vermelho vivo como cor de destaque; vermelho escuro, em combinação com cinzento e branco, para um aspecto profissional e elegante.

Aprenda todos os segredos sobre a cor vermelha no nosso artigo sobre a psicologia das cores para o design gráfico.

Orange (secondary)

Associações positivas: excitação, energia, saúde e vitalidade, gentileza, entusiasmo, beleza, ternura, mudança de estação, acessibilidade e calor.

Associações negativas: nenhuma.

Utilizações comuns de design: Os websites de alimentos e bebidas utilizam frequentemente a laranja porque estimula o apetite.

Yellow (primário)

Colour psychology applied to graphic design

Associações positivas: calor, alegria, carinho, felicidade, esperança.

Associações negativas: raiva, frustração, cautela/perigo, cobardia, engano.

Utilizações comuns de design: amarelos suaves para produtos e serviços relacionados com crianças; dourados mais escuros e amarelos para um aspecto antigo e uma sensação de atracção ou permanência duradoura.

Para mais detalhes sobre o amarelo, aqui está um artigo sobre o psicologia da cor amarela.

Cores de lã

Verde, azul e roxo e as suas variações terciárias são as cores frias. Em geral, são mais reservados, relaxados, profissionais e calmos do que cores quentes.

Verde (secundário)

Associações positivas: natureza, crescimento, saúde, saúde, novos começos, dinheiro, renovação, calma, abundância, tranquilidade, fertilidade, boa sorte, harmonia, equilíbrio.

Associações negativas: ciúme, inveja, ganância, falta de experiência.

Utilizações comuns do desenho: desenhos relacionados com a natureza, renovação, estabilidade e riqueza. Os verdes mais brilhantes são mais comuns para desenhos vibrantes e energizantes, os verdes olivais são mais comummente utilizados para significar o mundo natural, e os verdes mais escuros são melhores para sinalizar riqueza e estabilidade.

Para todos os detalhes sobre a cor verde, não perca o nosso guia para a psicologia da cor verde.

Blue (primário)

Associações positivas: autoritária, calma, conservadora (mas pode também significar valores políticos liberais), masculina, não ameaçadora, pacífica, refrescante, fiável, responsável, serena, estável, forte, calma.

Associações negativas: tristeza, depressão, distância, vulgaridade e temas adultos.
Usos comuns do design: azul bebé para produtos para bebés e crianças; azul claro para efeitos calmantes e relaxantes; azul brilhante para uma sensação refrescante e energizante; azul escuro para designs empresariais e outros locais onde a fiabilidade e a força são importantes.

Quer saber mais sobre a cor azul? Veja o nosso artigo sobre a psicologia da cor azul.

Púrpura ou púrpura (secundária)

Associações positivas: mágico, criativo, misterioso, espiritual, imaginativo, luxuoso, realeza, romance, riqueza e honra militar.

Associações negativas: nenhuma.

Usos comuns do design: púrpura clara para mimar, beleza e romance; púrpura escura para luxo e riqueza.

Cores Neutras

As cores neutras são fundamentais no design gráfico porque funcionam frequentemente como pano de fundo e espera-se que produzam os efeitos certos em combinação com cores mais brilhantes.

Contudo, os neutros também podem falar por si próprios e transmitir os seus próprios significados e mensagens sofisticados.

White

Associações positivas: limpeza, noiva, inocência, virgindade, saúde, pureza, bondade e paz.

Associações negativas: frio, monótono, drabico, suave, impessoal, pouco inspirador e estéril.

Utilizações comuns do desenho: Como pano de fundo, o branco permite que outras cores brilhem; também pode ser utilizado para criar desenhos minimalistas; o branco também pode transmitir o Verão e o Inverno.

Guia de cor branca

Preto

Associações positivas: magia, Halloween, poder, moda, elegância, mistério, riqueza e formalidade.

Associações negativas: morte, maldade, intimidação, luto, controlo, má sorte e ocultismo.

Usos comuns do design: utilizado para transmitir uma sensação de edginess, mistério ou elegância. O preto é também a cor por defeito para tipografia.

Cinza

Associações positivas: profissionais, formais, sofisticadas.

Associações negativas: deprimente, enfadonho, temperamental.

Usos comuns do desenho: desenhos corporativos, fundos e tipografia.

Castanho e bege

Associações positivas: terroso, realista, caloroso, familiar, fiável, firme, confortável e seguro.

Associações negativas: monótono, sujo.

Utilizações comuns no design: fundos, especialmente para madeira e pedra de aspecto natural, e como substituto para tipografia ou fundos pretos.

O desenho gráfico requer muito mais do que a selecção de agradáveis combinações de cores. A consideração cuidadosa das cores para produzir efeitos específicos desejados é apenas uma parte do trabalho do designer gráfico.

Isto significa que uma profunda compreensão da psicologia da cor e saber como utilizar cada cor estrategicamente é uma componente fundamental de um design gráfico bem sucedido.

Deseja saber todos os detalhes sobre a psicologia da cor?

O conhecimento da psicologia das cores é uma arma muito poderosa para qualquer pessoa envolvida no mundo do design, publicidade, marketing, moda, etc.

Se quiser descobrir tudo o que está escondido atrás de cada uma das cores, não perca os nossos artigos em psicologia das cores, nos quais lhe mostramos em profundidade todos os detalhes sobre as cores para que possa utilizá-las nos seus desenhos.

Richard H.

Richard H.

Com uma dedicação de toda a vida à indústria gráfica, colaborei com várias tipografias, aperfeiçoando minha expertise em design pré-impressão, seleção de materiais e detalhes técnicos. Como profissional experiente, trago para o "The Color Blog" percepções profundas sobre materiais e o universo da impressão, visando destacar o artesanato e as nuances por trás de cada obra impressa.View Author posts

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *