Aumentar as vendas com o design da sua loja

Embora as empresas em linha estejam a ganhar cada vez mais quota de mercado, as lojas físicas e lojas continuam a ser responsáveis pela maior quota do total de vendas.

Portanto, aqueles de nós que têm lojas físicas devem ter o maior cuidado com a nossa apresentação. Isto significa ter em conta todos aqueles factores que tornarão os clientes mais dispostos a comprar e a comprar mais.

Há muitas abordagens únicas para desenhar o interior da sua loja. E temos algumas estratégias de design que são adequadas para todos os tipos de lojas de retalho, levando a uma melhor imagem e, portanto, a mais receitas para o seu negócio.

Não há muito tempo atrás estávamos a olhar para os aspectos comuns de cada negócio de retalho, com o objectivo de ajudar as boutiques, lojas, lojas de bairro e instalações comerciais a terem mais sucesso e a prosperarem na era digital de hoje.

Desde a transmissão de valores de marca e a criação de experiências únicas no nosso negócio, até à criação de uma melhor imagem corporativa com papelaria, etiquetas ou sinalização. Cada pequeno detalhe é importante e pode fazer a diferença. Aqui encontrará alguns conceitos básicos que o ajudarão a melhorar.

Vamos discutir alguns dos mais importantes conceitos ao conceber o interior do seu negócio para atrair mais clientes para a sua loja, fazê-los mostrar mais interesse nos seus produtos e finalmente fazer a compra.  Desde o momento em que alguém entra na sua loja até ao momento em que sai… cada aspecto do design faz uma diferença significativa no facto de a venda ser ou não conseguida. 

Recepção

Increase sales with your shop design
Esta é uma pequena loja que, no entanto, cumpre praticamente todos os pontos mencionados neste guia.

A área de recepção é o primeiro espaço em que os potenciais clientes entram quando entram na sua loja e normalmente consiste nos primeiros dois a cinco metros de espaço, dependendo do tamanho das suas instalações ou escritório.

Este é também o primeiro contacto que o cliente faz com o seu negócio. É aqui que o seu potencial cliente fica com uma primeira impressão, por isso só tem uma oportunidade.

Eles farão juízos críticos, terão uma percepção de quão barata ou cara é a sua loja, a organização do lugar, a iluminação, os cheiros, os sons e as cores. Uma vez que estão num modo analítico, é mais provável que os clientes se ausentem de quaisquer produtos, sinalização, ou carrinhos que aí coloque.

+  Quanto custa imprimir um livro numa grafica?

A  a direita

Estudos mostram que 90% dos consumidores se voltam inconscientemente para a direita quando entram numa loja. A primeira parede que vêem é frequentemente referida como um “painel chave” e torna-se uma área de alto impacto visual, o que dá um potencial para os produtos ali colocados. Não se esqueça de prestar especial atenção àquilo que escolhe expor ali.

Não deixe de chamar a atenção do seu cliente para os produtos que são altamente rentáveis ou com grande procura.

Criar uma rota

Os elementos visuais da sua loja devem marcar um caminho definido para os visitantes do seu negócio.

O caminho pelo interior da sua loja depende muito do tamanho e layout de cada negócio, mas sabendo que os seus clientes querem virar à direita, o seu próximo trabalho é certificar-se de que continuam a andar pela sua loja para obter o nível máximo de exposição para o que oferece. Isto não só aumenta as hipóteses de completar as vendas, como pode ser uma forma eficaz de controlar estrategicamente o fluxo de tráfego dentro da sua loja.

A maioria das lojas utiliza um caminho circular que começa à direita para os levar para a parte de trás da loja e de volta para a frente. Alguns tornarão ainda mais fácil, cobrindo o caminho com texturas diferentes.

A IKEA é especialista neste ponto sobre como projectar correctamente o interior de uma loja. Usam setas mas, se tiver dinheiro para isso, uma opção mais subtil é usar tapetes com padrões geométricos. A fotografia no início deste ponto serve de exemplo.

Outra forma de criar uma rota ou de marcar um caminho é colocar um apanhador de olhos no fim de um corredor. Algo como uma secção de pechincha no outro extremo do corredor irá motivar os seus clientes a fazer a viagem completa.

Criar uma área de assento

Aumentar as vendas com o design da sua loja
Visual break zone. Ideal para exibir material publicitário em vez de produtos.

Este ponto é verdade que é necessário que a sua loja tenha um espaço maior. Se for uma pequena loja, deve considerar ter este espaço perto da caixa.

+  COMO FAZER UM GIF ANIMADO

Depois de passar tanto tempo a trabalhar na distribuição dos produtos da sua loja, a última coisa que deseja é que os seus clientes não tenham tempo para olhar cuidadosamente para tudo o que tem para oferecer. Uma forma de combater isto é através de “áreas de descanso”, “áreas de checkout” ou “lombas de velocidade”.

Essencialmente, isto pode ser qualquer coisa que dê aos clientes uma pausa visual. A partir daqui, o cliente pode ver a loja de outra perspectiva. É também o local ideal para exibir algumas brochuras impressas ou cartões de visita.

A maioria dos retalhistas implementam correctamente a utilização dos chamados “vendedores quentes”, que são os produtos que são comprados mais por impulso do que por uma decisão considerada. Isto é frequentemente visto nos supermercados. Mas também lojas de roupa colocam aqui alguns acessórios ou perfumes.

É melhor colocar os produtos “em demanda” ao nível dos olhos.

Finalmente, é aconselhável mudar estes produtos semanalmente ou com regularidade suficiente para dar a imagem de que há sempre algo de novo para os clientes que regressam sempre de novo.

Que o cliente de entrada não cruze o cliente de saída

Pode ou não estar ciente de algo conhecido como o “efeito escova”, cunhado por  Paco Underhill, um especialista em comportamento de consumo.

Descobriu que os clientes, especialmente as mulheres, deixarão de procurar o produto que procuram se na direcção oposta vier outro cliente que não tenha encontrado nada.

Isto é verdade, mesmo que o cliente esteja muito interessado no produto.

Uma maneira simples de evitar este problema é criar um< forte> caminho de sentido único. Caso contrário, certifique-se de que o seu corredor é suficientemente amplo para que o cliente possa reter espaço pessoal adequado ao procurar produtos.

Pode também tornar a sua loja confortável incorporando algum tipo de área de espera com bancos e bancos confortáveis que encorajam os clientes a passar mais tempo na sua loja, especialmente se um comprador for acompanhado por alguém que não esteja interessado em fazer uma compra ou crianças.

Análises

Com todos esses dados, pode tirar conclusões sobre as vantagens e desvantagens de várias opções, mas pode ainda  acabar por ficar confuso.

A melhor opção para acompanhar isto é a partir da própria caixa. Uma boa regra a lembrar é que a caixa deve ser localizada num passagem natural lugar na experiência de compra ou no caminho que criou e desenhou propositadamente.

Assim, se os seus clientes entrarem e se virarem para a direita e os fizer circular do princípio ao fim através da sua loja, verá que o lado esquerdo na frente é provavelmente o local ideal para a sua caixa registadora. No entanto, esta decisão depende também do tamanho e do design da própria loja.

Também terá em mente que se não tiver pessoal, será importante que seja capaz de o acompanhar a partir desse ponto, especialmente para evitar perdas (roubo ou roubo). Outras dicas a considerar no desenho da sua caixa registadora são:

  • Tenha espaço suficiente para guardar as malas, casacos ou pertences dos seus clientes enquanto eles fazem compras.
  • Mostrar material corporativo que reforça a imagem da sua marca.
  • Encorajar as compras de “última hora”, de modo a que tenham em stock artigos de que gostem mas que não tenham a certeza de querer comprar.
  • Seja educado em pessoa fazendo perguntas como “Encontrou tudo o que procurava?” ou “Precisa de mais alguma coisa? Esta questão leva frequentemente a novas vendas que de outra forma não teriam sido feitas.

A concepção do interior da sua loja é um processo interminável. Pode sempre mudar as coisas à sua volta, para criar experiências diferentes.

Peça à sua família, amigos ou conhecidos que lhe dêem feedback. Finalmente, tenha os seus clientes em mente e observe o que os atrai, o que evitar e como se movem, depois determine se correspondem aos seus objectivos. Mantenha os seus olhos e ouvidos abertos, para que tenha a certeza de criar um ambiente de retalho que seja bom tanto para si como para os seus clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *